Para fortalecer a luta contra a COVID-19 no Distrito Federal, o cirurgião-dentista, Cristiano Kyth produziu e doou quinze máscaras em modelo face shields, feitas em material plástico que ajudam a proteger olhos e face de contaminação pelo vírus.

Os protetores começaram a ser produzidos há quinze dias e as doações foram encaminhadas para cirurgiões-dentistas, enfermeiros, médicos e técnicos em saúde bucal que estão em atendimento na rede pública de saúde, em Brasília/DF e entorno.

Segundo Cristiano Kyth, a motivação para produção foi tentar ajudar colegas que estão na linha de frente e vivem a escassez desse tipo específico de equipamento e proteção individual (EPIs), tão necessário para segurança

O cirurgião-dentista explica que, como estava afastado do atendimento odontológico, por fazer parte do grupo de risco (é asmático e hipertenso), o trabalho solidário foi uma forma de contribuir com o combate ao vírus. “Com a economia de combustível por conta do afastamento, me vi na obrigação de comprar todos os insumos necessários para começar a fabricar os protetores. A meta inicial é produzir mais 40 protetores para entrega aos Hospitais Regionais da capital federal” , esclareceu.

Para ele, a grande motivação é sensibilizar outras pessoas que também tenham impressoras 3D. “As máscaras face shields foram produzidas por meio de impressora caseira, por isso a produção é lenta, com até sete horas para impressão individual.

Cada protetor facial possui o nome da pessoa que recebeu, tornando-o assim mais pessoal, demonstrando a atenção para aquele servidor que está na linha de frente e atendendo com zelo e dedicação aos pacientes.

A previsão de término da produção é indefinida, pois dependerá do tempo de permanência da pandemia”, completou.

Fonte : CFO