Prezados colegas, durante todo o dia 22 de março tivemos o pleito para escolha do Delegado-Eleitor, que será o representante do Estado do Rio de Janeiro com direito a voto na eleição do Conselho Federal de Odontologia que será realizada no próximo dia 4 de junho, em Brasília.

A votação e escolha do nosso representante neste processo eleitoral é importante, pois definirá quais serão os membros efetivos e suplentes do CFO, que é o órgão máximo da odontologia no Brasil.
Para os colegas que ainda não conhecem, o processo eleitoral para o Conselho Federal de Odontologia é feito de forma indireta. Cada dos um dos 27 estados que possuem Regionais tem direito a voto e peso igual para definirem os 20 conselheiros do CFO.
Tive a honra de ser o presidente da sessão eleitoral e da urna que ficou disponibilizada na sede Centro do CRO-RJ.
Foi gratificante observar e verificar a maturidade política da classe no Rio de Janeiro. Todo o processo – votação e apuração – foi conduzido dentro do estado democrático de direito. Com ambas as chapas em plena harmonia.
As diferenças ficaram apenas na defesa das suas ideologias e propostas. No final da apuração tivemos como vencedora a Chapa 1 com vitória expressiva, tendo alcançado cerca de 82% do total dos votos.
Outro assunto que gostaria de mencionar é que atualmente estamos coordenando o Setor de Fiscalização do CRO-RJ. E, em pouco tempo, conseguimos bons resultados
Ressalto o efetivo início do Projeto Alferes, aplicativo que chegou para se tornar uma marca da eficiência. Um serviço que apresenta diversas vantagens para o trabalho da Fiscalização deste Conselho.
Outra importante mudança no Setor foi a definição de papel de cada um dos seus membros. Temos atualmente fiscais cuidando das denúncias e atentos às redes sociais; temos agentes responsáveis por atuação contra os ilegais. São pessoas com experiência na área, pois é muito arriscado e perigoso qualquer ação nesta busca, além de envolver incursões policiais em conjunto.
E um outro ponto não menos importante é o Projeto “CRO Presente, Cidadão Consciente”. O foco desta iniciativa é o cidadão, informar papel do Conselho e como a sociedade deve agir para consultar se determinada pessoa é profissional habilitado, bem como a conduta para fazer a denúncia, caso se trate de exercício ilegal da Odontologia.
Tivemos a primeira ação no Largo da Carioca e foi muito exitoso e com excelente aceitação da comunidade. Estamos com novos locais para levarmos o Projeto para outros bairros, bem como outros munícipios.
São iniciativas simples, porém efetivas, que contribuem para fortalecer a classe..

olho:  As diferenças ficaram apenas na defesa das suas ideologias e propostas. No final da apuração tivemos como vencedora a Chapa 1 com vitória expressiva, tendo alcançado cerca de 82% do total
dos votos.

 

Renato Gonçalves
Conselheiro – CRO-RJ